Proposta pedagógica

Proposta pedagógica

A proposta pedagógica do COLÉGIO PINGO leva em conta a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB 9.394/96, a Constituição Brasileira, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o disposto nos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN e Deliberação 01/99 do Conselho Estadual de Educação de São Paulo.

O COLÉGIO PINGO adota a metodologia pedagógica tradicional para o trabalho com os alunos, mas também se baseia na proposta construtivista, ou seja, o objetivo é levar a criança a explorar e descobrir todas as possibilidades do seu corpo, das relações, do espaço e através disso, desenvolver a sua capacidade de observar, descobrir e pensar. As atividades são programadas a inserir o conteúdo a ser trabalhado dentro do objetivo a ser alcançado pela escola.

Na Educação Infantil, busca-se a integração da criança através do desenvolvimento dos aspectos biológicos, psicológicos, intelectuais e socioculturais, preparando-as para ser a continuidade do processo educacional, em termos do Ensino Fundamental.

No Ensino fundamental, a Proposta Pedagógica da Escola privilegia o ensino enquanto construção do conhecimento, o desenvolvimento pleno das potencialidades do aluno e sua inserção no ambiente social utilizando, para isso, os conteúdos curriculares da base nacional comum. No Ensino Médio, a nossa Proposta está voltada no preparo e nas devidas orientações para o aluno enfrentar os vestibulares, o ENEM e também o mercado de trabalho.

O COLÉGIO PINGO, conserva alguns princípios cristãos, o nome de Deus é o único Nome permitido em nosso meio, a única oração ensinada para os alunos é o Pai Nosso, porque é uma oração universal. As nossas aulas de ética e cidadania tem trazidos ensinamentos importantes e eficazes na vida de nossos alunos no que diz respeito a construção de caráter, nas relações interpessoais, posicionamento em relação às questões sociais, tratamento de valores como conceitos reais inseridos no contexto cotidiano, etc.

Sabemos que a escola não é a "mola mestra de transformações sociais", mas entendemos o seu potencial na luta por uma sociedade mais justa e humana, levantando a bandeira da igualdade, do companheirismo e do bem-estar para todos, resultando em uma educação consciente, cidadã e emancipatória.